Publicado a 10 de outubro de 2017

A competitividade da indústria têxtil: melhorar ou romper?

A COTEC Portugal participou no dia 3 de outubro na Convenção Anual da Euratex, a Confederação Europeia de Vestuário e Têxteis, que teve lugar no Hotel Porto Palácio na cidade do Porto. Na sessão, Jorge Portugal, Diretor-Geral da COTEC, abordou a temática "Improve or disrupt: which path for long-term business prosperity?".

Na sua intervenção, Jorge Portugal defendeu que frequentemente as empresas estão focadas em garantir a competitividade no presente – inovação incremental – descurando a posição no futuro e assim a sua sobrevivência. Dois motivos explicam esta atenção ao presente: a falta de tempo e recursos e a perceção dos projetos de inovação a prazo com uma aposta demasiadamente arriscada em termos de recursos e com um retorno incerto.
 
Para resolver este dilema, a COTEC elaborou um estudo que identificou pontos comuns entre as empresas com melhores práticas e resultados na inovação. Para estas empresas, resolver o dilema da competitividade passa por estabelecer o crescimento futuro como um processo estruturado definido a partir de uma abordagem de screening de todas as oportunidades de inovação e seleção das relevantes, posicionando-as numa matriz de risco-retorno.

A Convenção Anual da Euratex realizada no dia 3 de outubro foi a sexta edição deste certame, tendo sido dedicada aos temas da competitividade da indústria têxtil e vestuário europeia no quadro da globalização.

Consultar o programa da Convenção

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo