Publicado a 29 de Dezembro de 2014

BPI e FEI disponibilizam 200M€ em empréstimos para projectos de investigação e inovação, destinados a PME e Mid-Caps

No âmbito do lançamento da iniciativa InnovFin SME Guarantee (ex-Risk Sharing Instrument), o BPI e o Fundo Europeu do Investimento (FEI) assinaram no passado dia 19 de Dezembro o primeiro acordo de garantia InnovFin em Portugal no âmbito do Programa Horizonte 2020 para o financiamento de empresas inovadoras, que irá disponibilizar 200M€ em empréstimos para projectos de investigação, desenvolvimento e inovação, destinados a PME e Mid-Caps (empresas com menos que 500 trabalhadores).

A Garantia InnovFin para PME (InnovFin SME Guarantee) faz parte do Programa InnovFin – iniciativa de Financiamento da UE para empresas inovadoras, uma nova gama de produtos do Grupo BEI (incluindo o FEI e o BEI) que facilitam o acesso ao financiamento por parte das empresas inovadoras. O Programa enquadra-se no tema ‘Acesso a Financiamento de Risco do Horizonte 2020’ e adapta-se particularmente às necessidades de empresas inovadoras/com uma forte componente de I&DT e permite financiamento com garantia de 50% do Fundo Europeu do Investimento (FEI) e consequente obtenção de spreads competitivos.

O novo acordo permitirá ao Banco BPI proporcionar às empresas inovadoras em Portugal o acesso a um total de financiamento de 200 milhões de euros nos próximos 2 anos, com o apoio de uma garantia prestada pelo FEI no âmbito do Horizonte 2020 - Programa-Quadro de Investigação e Inovação da UE.

Em Lisboa, aquando da assinatura, o Director Executivo do FEI, Pier Luigi Gilibert, afirmou: «É com grande satisfação que assinamos o nosso primeiro acordo de Garantia InnovFin para PME em Portugal, com o Banco BPI. Estamos muito satisfeitos com os resultados alcançados no Instrumento Financeiro de Partilha de Risco assinado com o BPI há um ano e meio e estamos convictos de que, em conjunto, poderemos apoiar ainda mais empresas inovadoras nos próximos 2 anos».

O Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, disse: «É com grande satisfação que apresento um acordo que permitirá às empresas inovadoras portuguesas o acesso a uma importante linha de crédito de 200 milhões de Euros nos próximos dois anos. A inovação é a peça-chave do crescimento e da criação de emprego na Europa e o programa Horizonte 2020 o seu principal instrumento. Ao facilitar o acesso das PME a financiamento para investigação e inovação estamos a investir no crescimento da economia portuguesa e da União Europeia».

Fernando Ulrich, Presidente do Banco BPI, acrescentou: «O BPI é o principal parceiro comercial do Grupo BEI em Portugal na concessão de crédito de médio e longo-prazo a PME e Mid-Caps. Esta posição resulta do desempenho eficaz do Banco em todas as transacções e operações anteriormente formalizadas, nomeadamente o inovador Instrumento de Partilha de Risco lançado pelo FEI em colaboração com a Comissão Europeia. Estamos satisfeitos por, mais uma vez, o BPI ter sido o primeiro banco português a ser escolhido pelo FEI para a implementação da Garantia InnovFin para PME. Posso afirmar que continuamos determinados em manter este nível de desempenho nos próximos anos».

O objectivo da Garantia InnovFin para PME é incentivar os bancos ou outras instituições financeiras a conceder crédito às PME e empresas de média dimensão (com menos de 500 empregados) que necessitam de investimento e/ou fundo de maneio para o financiamento de actividades de investigação, desenvolvimento e inovação, com o apoio financeiro da UE. O FEI está a seleccionar instituições financeiras, no seguimento de um convite a manifestações de interesse por parte de intermediários financeiros na Europa.

No passado mês de Outubro, o Banco Europeu de Investimento assinou também com o Banco BPI um empréstimo de 300 milhões de euros para financiar projectos de investimento em Portugal, realizados principalmente por PME e empresas de média dimensão, que pode ser combinado com o acordo de garantia InnovFin, promovendo desta forma o apoio às empresas, aumentando o acesso ao financiamento por parte das empresas inovadoras em Portugal e estimulando o crescimento económico sustentável.

Instrumento financeiro de partilha de risco InnovFin para PME
O instrumento financeiro de partilha de risco InnovFin para PME presta garantias e contragarantias para o financiamento da dívida entre 25.000 euros e 7,5 milhões de euros, a fim de melhorar o acesso ao crédito por parte das PME e empresas de média dimensão inovadoras (até 499 empregados). A Garantia InnovFin para PME é implementada pelo Fundo Europeu de Investimento e funcionará através de intermediários financeiros (bancos e outras instituições financeiras) nos Estados-Membros da EU e Países Associados. No âmbito deste mecanismo, os intermediários financeiros beneficiarão da garantia do FEI sobre uma parte das perdas incorridas no financiamento da dívida. A Garantia InnovFin para PME faz parte do InnovFin – Financiamento da UE para empresas inovadoras, uma nova gama de produtos do Grupo BEI (incluindo o FEI e o BEI) que facilitam o acesso ao financiamento por parte das empresas inovadoras. Esta operação conta com o apoio financeiro da União Europeia no âmbito do Programa Horizonte 2020 - Instrumentos Financeiros.

Para mais informações:

  • no que respeita à Iniciativa InnovFin, concretamente à InnovFin SME Guarantee consulte a página do GPPQ, onde pode também encontrar links para as iniciativas InnovFin promovidas pelo Banco Europeu do Investimento e pelo Fundo Europeu do Investimento.
  • acerca dos Programas-Quadro de Investigação e Inovação da CE, Horizonte 2020 e respectivos instrumentos financeiros, contacte Alexandre Marques (SMEs & Access to Risk Finance National Expert; Legal and Financial Issues, SMEs, Access to Risk Finance, Fast Track to Innovation and EIT - National Contact Point) do GPPQ: +351 21 391 76 45; alexandre.marques@fct.pt


Sobre o FEI
A principal missão do Fundo Europeu de Investimento (FEI) consiste em apoiar micro, pequenas e médias empresas (PME) europeias, facilitando-lhes o acesso ao financiamento. O FEI concebe e desenvolve capital de risco e de crescimento, garantias e instrumentos de microcrédito que visam especificamente este segmento de mercado. Neste contexto, o FEI promove os objectivos da UE, visando apoiar a inovação, a investigação e o desenvolvimento, o empreendedorismo, o crescimento e o emprego. O montante total da exposição líquida do FEI a fundos de capital de risco ascendeu a mais de 7,9 mil milhões de euros no final de 2013. Com investimentos em mais de 435 fundos, o FEI desempenha um papel de liderança no capital de risco europeu, devido à escala e ao âmbito dos seus investimentos, especialmente nos segmentos de alta tecnologia ou no capital de constituição e arranque. A carteira de crédito com garantias do FEI totalizou mais de 5,6 mil milhões de euros em mais de 300 operações no final de 2013, o que o posiciona como um actor importante na prestação de garantias às PME europeias e um líder como entidade garante em microcrédito.

Sobre o BPI
O BPI é o terceiro maior banco português, com uma quota de mercado de 10% em depósitos e empréstimos, e mais de 15% em gestão de activos. É um dos principais promotores do apoio às PME mais empreendedoras em Portugal, no âmbito dos vários programas de incentivo disponibilizados pelo Estado português com vista a minimizar o impacto da crise económica. O BPI foi a primeira instituição financeira a lançar o Instrumento de Partilha de Risco – Risk Sharing.

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo