Carlos de Mattos e Fernando Ferreira recebem Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa

Carlos de Mattos e Fernando Ferreira receberam hoje o Prémio COTEC para Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa, numa cerimónia inserida no contexto das comemorações do Dia de Camões, de Camões e das comunidades. O galardão foi entregue por Sua Excelênci a o Presidente da República durante a sessão, realizada na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.

© COTEC

«Sabemos que não é de hoje a aventura portuguesa no mundo. Mas, se os Portugueses que partiram da sua pátria têm uma história feita de determinação e de engenho, têm também um presente e terão, certamente, um futuro que importa valorizar», afirmou o Professor Aníbal Cavaco Silva na mensagem que dirigiu às Comunidades Portuguesas durante o primeiro dia de comemoração do Dia de Portugal .

Na perspectiva do Presidente da COTEC, Dr. Artur Santos Silva, o Prémio fomenta «o conhecimento da Diáspora Portuguesa e a partilha de informação sobre práticas, experiências e projectos inovadores que possam servir de exemplo».

«Para além dos vencedores, acreditamos que todos ganhámos com este Prémio porque o lançámos com a convicção de que existem talentos e empreendedores inovadores espalhados pelo mundo e a nossa intenção é tornar Portugal um país cada vez mais prestigiado, desenvolvido e competitivo», sublinhou.

Os vencedores ex-aequo receberam o prémio, as obras “Paisagem Íntima” do escultor do Alberto Carneiro, do Professor Aníbal Cavaco Silva. «Este prémio é um reconhecimento por parte do meu país do que fiz até hoje, mas ainda é tempo de eu fazer algo por Portugal», afirmou Carlos de Mattos, no seu discurso de agradecimento, acrescentando que quer criar uma “Cidade do Cinema” em Portugal. Por seu lado, Fernando Ferreira declarou que apesar dos muitos prémios que tem recebido ao longo da sua carreira profissional, este tem «um sabor muito especial».

 

Os vencedores
Carlos de Mattos é o proprietário da CDM Interactive, uma empresa cinematográfica nos EUA, em Hollywood, que fabrica e comercializa equipamentos para filmagens e espectáculos. Possuidor de mais de 30 anos de experiência na indústria do entretenimento, Carlos de Mattos começou por fundar dois dos maiores fornecedores independentes de serviços de apoio à produção cinematográfica nos EUA, trabalhando na parte técnica de filmes célebres como “ET” e “Forrest Gump”. O português de 56 anos viu ainda o seu trabalho reconhecido ao conquistar por duas vezes um Óscar da Academia.

Fernando Ferreira é fundador da maior empresa de cofragem da Austrália, a Wideform, que opera em betão armado, na construção civil e obras públicas. O empresário de 62 anos residente na Austrália foi agraciado com a Comenda da Ordem de Mérito, pelo então Presidente Mário Soares em 1989, e foi também considerado o melhor empresário estrangeiro na Austrália em 2005. Participa em diversas iniciativas sociais na Austrália, Portugal e Timor-Leste e detém uma parceria com o Grupo Martifer para o desenvolvimento de novas áreas de negócio, com destaque para os parques eólicos.

Os nomes dos vencedores do Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa foram divulgado no passado dia 2 de Junho, durante o 5.º Encontro Nacional de Inovação COTEC.

Maia informações sobre este prémio aqui

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo