Comissão Europeia aprova mais de 80 000 euros para investigação, inovação e competitividade

A Comissão Europeia apresentou no passado dia 30 de Novembro um pacote de medidas destinadas a estimular a investigação, a inovação e a competitividade na Europa. A Comissária Máire Geoghegan-Quinn anunciou o Horizonte 2020, um programa de 80 mil milhões de euros de investimento em investigação e inovação. A Comissária Androulla Vassiliou apresentou uma Agenda de Inovação Estratégica para o Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT), o qual receberá 2,8 mil milhões de euros de financiamento ao abrigo do Programa-Quadro Horizonte 2020. Em paralelo, o Vice-Presidente Antonio Tajani anunciou um novo programa complementar de reforço da competitividade e da inovação nas PME, com um orçamento adicional de 2,5 mil milhões de euros. Os programas de financiamento abrangem o período de 2014 a 2020.

Ao apresentar o Programa-Quadro Horizonte 2020, a Comissária para a Investigação, Inovação e Ciência, Máire Geoghegan-Quinn declarou: «Necessitamos de uma nova visão para a investigação e inovação europeias num contexto económico profundamente alterado. O Programa-Quadro Horizonte 2020 estimula directamente a economia e garante a nossa base científica e tecnológica e a nossa competitividade industrial para o futuro, oferecendo a promessa de uma sociedade mais inteligente, mais sustentável e mais inclusiva».

O Programa-Quadro Horizonte 2020 reúne, pela primeira vez, todo o financiamento no domínio da investigação e da inovação da UE num único programa. Incide mais do que nunca na transposição das descobertas científicas para produtos e serviços inovadores que proporcionem oportunidades empresariais e mudem para melhor a vida quotidiana das pessoas. Ao mesmo tempo, reduz drasticamente a burocracia, com a simplificação das regras e procedimentos a fim de atrair mais investigadores de alto nível e uma gama mais vasta de empresas inovadoras.

O financiamento do Programa-Quadro Horizonte 2020 concentrar-se-á na realização de três grandes objectivos. Apoiará a posição da UE como líder mundial no domínio da ciência com um orçamento específico de 24,6 mil milhões de euros, incluindo um aumento de 77% no financiamento para o Conselho Europeu de Investigação cuja acção se tem revelado um sucesso. Contribuirá para assegurar a liderança industrial em matéria de inovação, com um orçamento de 17,9 mil milhões de euros. Inclui um importante investimento de 13,7 mil milhões de euros em tecnologias essenciais, bem como um maior acesso a capital e a apoio para as PME. Por último, 31,7 mil milhões de euros serão consagrados às grandes preocupações partilhadas por todos os europeus, em seis temas essenciais: saúde, alterações demográficas e bem-estar; segurança alimentar, agricultura sustentável, investigação marinha e marítima e bioeconomia; energia segura, não poluente e eficiente; transportes inteligentes, ecológicos e integrados; acção climática, eficiência na utilização dos recursos e matérias-primas; e sociedades inclusivas, inovadoras e seguras.

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo