Publicado a 19 de Outubro de 2011

Constelação Galileo, o principal programa espacial Europeu, lança dois satélites com contribuição decisiva de engenheiros portugueses

O lançamento dos primeiros satélites operacionais da constelação Galileo ocorreu dia 20 de Outubro, com o contributo da GMV. O Galileo é o principal Programa Espacial Europeu e vai ser utilizado para identificar, de forma precisa, qual a localização de uma pessoa ou de um objecto na Terra. Este programa vai garantir a liderança da Europa na área das tecnologias espaciais.

A empresa portuguesa GMV é líder nacional em contratos para o programa Galileo, no qual trabalha continuamente desde 2005. Destaca-se o envolvimento das equipas de engenharia em vários projectos nos quais detiveram responsabilidade contratual ao segundo nível abaixo dos construtores de satélites, Astrium e ThalesAleniaSpace. A empresa fornece subsistemas do segmento terrestre de missão, principalmente dentro do OSPF (Orbit Synchronisation Processing Facility) e do MDDN MNE (Mission Data Dissemination Network Element), onde software crítico de tempo real é desenvolvido e testado por equipas experientes, de acordo com exigentes normas de qualidade da Agência Espacial Europeia.

De acordo com José Luis Freitas, Responsável pelo Desenvolvimento de Negócio do sector Aeroespacial em Portugal, “As metas alcançadas durante estes 6 anos são a prova definitiva de que a GMV está qualificada para actividades futuras no domínio do software crítico Aeroespacial. O envolvimento da GMV nos principais programas europeus baseados em tecnologias espaciais - Galileo, GMES (Global Monitoring for Environment and Security) e EGNOS (European Geostationary Navigation Overlay Service) – comprovam a nossa liderança e know-how nesta área de grande exigência tecnológica.”

Dentro do OSPF, infra-estrutura de Processamento para Determinação e Sincronização de Órbita, a GMV trabalhou no sistema de Monitorização de Controlo em Tempo Real (RTMC) de diversos sub-elementos.

A GMV desenvolveu, ainda, todo o software MNE, composto pela componente da rede de disseminação de dados que providencia serviços de comunicações entre os centros de controlo, estações de referência e estações de uplink para satélites, do Galileo a nível mundial.

Ainda no âmbito Aeroespacial, a GMV trabalhou recentemente no projecto EAGUR onde se efectuou a validação do primeiro receptor Galileo. Fruto da sua aposta estratégica em sistemas de navegação por satélite, a GMV desenvolveu diversas aplicações e produtos de localização baseados em GPS/EGNOS, para gestão de frotas e implementação de portagens virtuais em auto-estradas.

No próximo ano, será enviado o segundo par de satélites. O lançamento destes quatro primeiros satélites servirá como teste ao sistema Galileo, antes de serem colocados em órbita os restantes 26 satélites da constelação.

Portugal cumpriu o seu 11.º aniversário da adesão à Agência Espacial Europeia, sendo que a participação é coordenada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, através do Gabinete do Espaço.

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo