Publicado a 17 de maio de 2017

COTEC debate o futuro da inovação

Cerca de 500 líderes empresariais, académicos, representantes da sociedade civil e decisores públicos estiveram reunidos no 14.º encontro Nacional de Inovação COTEC, que decorreu ontem no CEiiA, em Matosinhos. Com o tema "Inventar o Futuro - Liderar pela inovação colaborativa", o Encontro contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e do académico Roland Kupers, Associate Fellow na Universidade de Oxford e Keynote Speaker no evento.

(em edição)

Na sua intervenção inicial, Manuel Caldeira Cabral, Ministro da Economia, destacou que "a inovação faz-se hoje tanto pelas grandes empresas e médias empresas de forte crescimento, como se faz em micro empresas de forte base tecnológica, como são as startups".

Da mesma opinião foi Roland Kupers, que considerou que "as empresas têm grandes desafios estruturais para superar se quiserem inovar". Esta dificuldade é particularmente acentuada na denominada inovação fundamental, ou inovação radical, pois as empresas estão mais vocacionadas para inovação de processo. Nesse sentido, e de acordo com o antigo colaborador da Shell e da AT&T, estudos demonstram que "as instituições estatais são as mais inovadoras, o que inclui universidades e laboratórios governamentais".

Com o tema "Definir estratégias: Conhecer tendências, planear e antecipar impactos", teve lugar de seguida o primeiro painel, com Roland Kupers, Luís Flores (Introsys), João Cortez (Celoplás) e Teresa Martins (Enermeter). Por sua vez, o segundo painel contou com Bento Correia (Vision-Box), Jorge Sales Gomes (A-to-Be) e Paulo Barradas Rebelo (Bluepharma), com a temática "Explorar o futuro: Preparar a organização, processos e redes de conhecimento".

Seguiu-se um momento de apresentação das principais conclusões do estudo "Destino: Crescimento e inovação", elaborado pela COTEC Portugal em parceria com a Deloitte e com o apoio do Banco BPI. Na sua exposição, Jorge Portugal, Diretor da COTEC, indicou que as empresas portuguesas estão a enfrentar uma dificuldade de crescimento, havendo um número reduzido de empresas mid-caps, com mais de 250 trabalhadores e um volume de negócios superior a 50 milhões de euros. Desta forma, considerou que "temos de trabalhar no sentido de ver quais são as medidas de política pública que podem incentivar que as empresas não abdiquem do crescimento e possam continuar a evoluir para além daquilo que é o seu teto, o teto que muitas vezes impõem a si mesmas".

Já na sessão de encerramento do Encontro Nacional de Inovação, Francisco de Lacerda, Presidente da COTEC, realçou a importância do estabelecimento de redes de inovação, destacando que "o domínio do conceito de inovação colaborativa é hoje uma competência crítica para a competitividade e sobrevivência, já que nenhuma empresa isoladamente tem os recursos suficientes para responder aos desafios".

A inovação colaborativa foi precisamente um dos critérios ponderados aquando da seleção dos oito finalistas do Prémio Produto Inovação COTEC-ANI, com o apoio do Jornal de Negócios, que foi entregue no Encontro Nacional de Inovação. Numa cerimónia com a presença dos presidentes da COTEC e da ANI, do administrador da ANI e do Presidente da República, foram entregues as três distinções de 2017. Assim, a distinção "Born from Knowledge" foi atribuída ao produto Spinit® da empresa Biosurfit, pelo seu teste "Point-of-Care" para monitorização de diabetes. Com a Menção Honrosa, foi distinguido o prouto NDTech, da Amorim&Irmãos, que permite monitorizar as rolhas de cortiça natural, evitando a existência de TCA (aroma amofo) em excesso. Finalmente, o Vencedor do Prémio Produto Inovação COTEC-ANI 2017 foi a ADIRA AM, uma máquina de impressão 3D de peças metálicas de grande dimensão. Trata-se de um produto da empresa ADIRA que recorre à aplicação de duas tecnologias de fabrico avançadas e disruptivas, integradas num mesmo sistema híbrido.

O 14.º Encontro Nacional de Inovação foi encerrado com um discurso do Presidente da República, que louvou o dinamismo da COTEC Portugal, que se ofereceu para "organizar, em menos de um ano, eu diria em poucos meses, o novo Encontro da COTEC Europa, no nosso pais, no final do ano".

Consultar o programa do Encontro

Consultar a página do Encontro

Ver as fotografias do Encontro


Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo