Publicado a 27 de novembro de 2015

COTEC Espanha anuncia nova estratégia para promover a inovação

No dia em que fez 25 anos, a Fundación COTEC, criada pelo Rei Juan Carlos I em 1990, apresentou o seu plano estratégico para impulsionar a inovação em Espanha, a 20 de novembro, em Madrid, no Palácio de Cibeles. A organização pretende impulsionar a inovação no sistema de ensino, na área económica, no sector público e na sociedade.

© COTEC Portugal/COTEC Espanha/Casa Real Espanhola

 

Uma curta peça de teatro representada por crianças do colégio Padre Piquer serviu como ponto de partida para a celebração do aniversário da Fundación COTEC, em que a organização deu a conhecer o seu enfoque, as suas linhas de trabalho e âmbitos de atuação para «uma nova era», bem como a sua nova imagem, aberta a novos públicos e coletivos.

Segundo o Rei Filipe VI, «o grande desafio é que todos os nossos cidadãos e a nossa economia – em particular as PME –, assimilem a inovação como um atributo próprio, como parte da nossa maneira de pensar e de agir. Uma visão mais aberta e colaborativa, mais social e definitivamente mais ligada aos valores da nossa cultura. Essa é a visão com que irá trabalhar a COTEC [Espanha] nos próximos anos».

A Fundación COTEC nasceu em 1990 como iniciativa pessoal do Rei Juan Carlos I, que depois de visitar Silicon Valley, decidiu promover uma organização focada na inovação, em que também participassem empresas como as Telefonica, CaixaBank, BBVA, Google, Indra, Repsol, Mercadona ou Genetrix, entre outras.

E foi, como Filipe VI ressaltou, precisamente na Califórnia que se deu a maior mudança tecnológica desde a Revolução Industrial. O exemplo de Silicon Valley, bem como o desenvolvimento da Internet e de indústrias como a biotecnologia, são uma referência para Espanha «atualmente um país de ciência e que será cada vez mais um país de inovação», concluiu o monarca. No seu discurso destacou ainda que «Espanha é a décima potência mundial na produção científica» mas, de acordo com a nova estratégia da COTEC Espanha, inovar não depende só dos centros de investigação e das empresas privadas. «É um assunto de todos», assinalou Cristina Garmendia, Presidente da Fundación COTEC.

O conceito de inovação dado a conhecer enquanto «toda a mudança não só tecnológica, todo o conhecimento não só científico e todo o valor não só empresarial» implica uma visão ampla que envolve toda a sociedade, de acordo com Cristina Garmendia, que comentou que «se quisermos, todos podemos inovar». Nesse sentido, a COTEC Espanha definiu quatro domínios principais em que vai desenvolver o seu trabalho ao longo dos próximos anos:

  • A Educação, com o objetivo de promover a inovação no sector público. Trata-se, de acordo com a Presidente da Fundación COTEC, de «educar para inovar e inovar para educar», a fim de promover mentes criativas e capacidades para assumir riscos.
  • No contexto económico, onde Cristina Garmendia pediu medidas específicas para apoiar o crescimento e a consolidação das PME inovadoras.
  • No sector público, visto por vezes como «fator limitante», mas que pode apoiar mecanismos inovadores, tais como as compras públicas na área da inovação ou o intraempreendedorismo, «valorizando as ideias dos colaboradores», disse Garmendia.
  • A inovação social com o objetivo de prosseguir uma «inovação mais colaborativa mais aberta e comprometida», explicou a Presidente da Fundación COTEC.

© Casa Real Espanhola/COTEC Portugal

 

Ao desenvolver o seu trabalho nestas quatro áreas, a COTEC Espanha pretende atuar como uma «chave» que facilite a colaboração de pioneiros, especialistas, facilitadores e formadores de opinião. A rede de cem especialistas hispanófonos pretende analisar os principais desafios económicos, tecnológicos e sociais que podem ser analisados por meio da inovação, colaborando com as organizações congéneres COTEC Portugal e COTEC Itália, impulsionando este trabalho na América Latina. A «nova era», promovida pela Fundación COTEC, aproveita o testemunho da sua etapa anterior, onde serviu como um think tank da inovação hispanófona, criticando, por exemplo, a redução de IDI (Investigação, Desenvolvimento e Inovação) em Espanha por causa da crise.

A Fundación COTEC pretende melhorar essa situação, através de um novo modelo de inovação que sai dos laboratórios e das empresas, a fim de trabalhar para uma sociedade e uma economia baseada no conhecimento. A organização também pretende envolver os partidos políticos nesta tarefa, como ficou demonstrado no debate organizado pela COTEC Espanha, em que pela primeira vez se discutiu o estado da IDI em Espanha entre representantes dos partidos políticos, discutindo-se propostas eleitorais para as eleições de dezembro em Espanha.

A COTEC Portugal fez-se representar nesta cerimónia pelo Presidente da Direção e pelo Diretor-Geral.

Fontes: Casa Real Espanhola e Hipertextual

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo