COTEC Portugal debate o desafio de criar o futuro no presente no 15.º Encontro Nacional de Inovação

A COTEC organizou o 15.º Encontro Nacional de Inovação, nas instalações da EMBRAER em Évora, subordinado ao tema “Prosperar na Tempestade Perfeita”. Tendo como contexto um novo relatório elaborado em parceria pela COTEC e a EY denominado Uma Nova Arquitetura da Inovação Empresarial, o evento contou com a presença de Jorge Ramos de Oliveira (Embraer), Samuel Delgado (Solancis), Francisco Simão (CTT), António Costa (IST), Jim Newton (Mclaren Applied Technologies), António Gonçalves (ES-KO), Jorge Araújo ( Team Work Consultores), João Vasconcelos (Clearwater Intenational) e Alessandro de Concini e Kim Kreilgaard (Banco Europeu de Investimento).

Perante uma audiência de 350 pessoas, e moderados por John Gapper, Associated Editor and Chief Business Commentator, do Financial Times e Pedro Pinto, Apresentador e Editor da TVI, os oradores incidiram as suas intervenções sobre como ao mesmo tempo gerir o presente e criar o futuro, transitar do 3.0 para o 4.0, explorar novas vantagens das plataformas de dados e da automação, gerir e liderar organizações de alto desempenho e recombinar a experiência de negócio com novo conhecimento, aplicando-o à resolução de novos problemas em diversas indústrias.

O evento abriu com uma intervenção da Secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, que afirmou que “A mudança acelerada, a disrupção, o ver mais além, não tem só a ver com tecnologia. É uma questão de timing, de sermos capazes de antecipar e de sabermos implementar na hora certa. A indústria do futuro já está a acontecer. E Portugal está a saber conquistar um sólido lugar na dianteira das novas tendências da indústria.”

A apresentação do relatório coube a Jorge Nunes e Jorge Portugal, que sublinharam que as empresas terão que saber equilibrar as tensões decorrentes da procura da eficiência do presente e a libertação de recursos para a criação do futuro.

As plataformas digitais foram o tema do primeiro painel. Jorge Ramos de Oliveira Jr. explicou porque é que a Uber e a EMBRAER estão a fazer uma parceria. António Costa, Professor do Instituto Superior Técnico, alertou para a revolução que o Building Information Modeling (BIM) irá trazer às atividades de projeto, construção e gestão de infraestruturas. Samuel Salgado, da Solancis, exemplificou como a empresa está a ganhar vantagens competitivas por trabalhar com a aplicação do BIM, ligando em tempo real o projetista e a fábrica, eliminando erros e omissões e melhorando o projeto de engenharia. Francisco Simão, dos CTT, anunciou as tendências de integração da logística com as plataformas de e-commerce, antecipando que este pode ser um passo muito importante para as empresas industriais portuguesas para reduzir custos de comercialização e exportação.

No segundo painel, João Vasconcelos, antigo Secretário de Estado da Indústria, salientou que a vontade das empresas de se abrirem a novas ideias tem de ser genuína e não pode resumir-se a “pinturas nas paredes, fruta gratuita ou matraquilhos”. Jorge Araújo, antigo treinador campeão de basquetebol e presidente da Team Work Consultores, sublinhou a diferença entre gestão e liderança e a importância de atuar no comportamento das pessoas. Para Jorge Araújo “não há colaboradores desmotivados, mas tão só ambientes empresariais desmotivadores”. Por sua vez, António Gonçalves, CEO da ES-KOpartilhou a sua experiência como gestor de uma empresa com sede no Mónaco que atua como operador logístico em locais longínquos ou zonas de crise. Para António Gonçalves “a capacidade de capacitar e motivar as pessoas faz parte das competências críticas dos líderes empresariais de empresas de alto desempenho”.

No último painel Jim Newton, da Mclaren Applied Technologiese Fernando Merino, da ERT Têxtil, explicaram como é que o conhecimento adquirido num sector (a indústria automóvel) pode ser aplicado na resolução de novos e complexos problemas noutros setores, e assim fazer com que as empresas possam crescer em mercados maduros. Por fim, Kim Kreilgaard e Alessandro de Concini, do Banco Europeu de Investimentoapresentaram instrumentos financeiros para apoiar o crescimento de empresas inovadoras.

O evento foi antecedido no dia anterior por uma Open Shop Floor Session, evento que permitiu que 80 empresários conhecessem em pormenor as operações da EMBRAER de fabrico de materiais compósitos e metálicos.

Para mais informações sobre o evento e para ver os vídeos dos vários momentos visite o site http://www.encontronacional2018.pt

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo