Cerealis encontra-se com Rede PME Inovação COTEC
Publicado a 21 de Abril de 2011

Dia da Cerealis

O Grupo Cerealis recebeu as empresas da Rede PME Inovação COTEC nas suas instalações da Maia no passado dia de 13 de Abril, num encontro promovido pela COTEC com o intuito de promover a colaboração entre as empresas envolvidas.

© COTEC Portugal

 

Exclusiva para empresas da Rede PME Inovação COTEC, esta sessão possibilitou a essas PME inovadoras não só conhecer melhor a Cerealis, mas também apresentarem-se à empresa anfitriã.

90 anos de futuro
Empresa de origem familiar fundada em 1919, a Cerealis é hoje um grupo internacional moderno com a experiência e a sabedoria acumuladas de um conjunto de marcas centenárias, que marcaram a infância de muitos portugueses.

Marcas como a Milaneza e a Nacional estão na base de um negócio focalizado nas massas alimentícias e farinhas industriais onde, apesar da concorrência de grandes nomes mundiais do mercado da alimentação, ser português não é um impeditivo. “Embora sejamos uma empresa da Maia somos claramente internacionais: os nossos principais clientes são europeus e nós somos um forte player ibérico”, afirmou Rui Amorim de Sousa, Administrador Delegado da Cerealis.

Com as exportações a representar 10% das vendas da empresa, Portugal tem-se revelado um país pequeno para a Cerealis, que tem sustentado a sua estratégia de crescimento na inovação, apostando na capacidade e modernização industrial com uma grande componente tecnológica. O resultado são 2 300 clientes de renome internacional, que espalham os produtos Cerealis pelos 5 continentes.

Investir hoje, para colher amanhã
Para a Cerealis estar na vanguarda industrial implica o investimento permanente em tecnologia, recursos humanos qualificados e inovação. Numa organização onde se pretende que a criatividade e o empreendedorismo floresçam, o desenvolvimento de projectos de IDI torna-se um elemento crucial.

«No ano de 2010 testámos 471 produtos em análise sensorial interna ou externa e lançámos 18 novos produtos nas nossas marcas», revelou Cláudia Teixeira Lopes, responsável de Inovação & Desenvolvimento da empresa. Ao mercado chegaram assim, no ano passado, pizzas frescas, refeições congeladas, massas com sabores e farinhas para fazer pão em casa.

O desenvolvimento destes projectos de IDI começa com conceitos de produto, para os quais são desenvolvidas amostras, testadas em análise sensorial. Estes testes orientam as sucessivas reformulações que permitem afinar a fórmula final, num processo que é longo, mas compensa: os produtos lançados no ano anterior representam já 4% das vendas da Cerealis.

Actualmente a Cerealis tem 50 projectos de IDI em curso e prevê lançar 37 novos produtos em 2011.

Consulte a agenda deste evento

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo