Publicada a 31 de março de 2016

Empreendedora portuguesa recebe Prémio Mulheres Inovadoras da União Europeia

Susana Sargento, co-fundadora da tecnológica Veniam e investigadora na Universidade de Aveiro, foi a grande vencedora do "Prémio Mulheres Inovadoras da União Europeia 2016", anunciou a Comissão Europeia no passado dia 10 de março.

Susana Sargento é professora do Departamento de Eletrónica, Telecomunicações e Informática e investigadora do Instituto de Telecomunicações da Universidade de Aveiro. Em 2012, Susana co-fundou, com o académico da Universidade do Porto João Barros, a tecnológica Veniam.

A Veniam atua na área da "tecnologia das coisas em movimento", desenvolvendo tecnologia que permite ligar automóveis em rede, transformando-os em pontos de acesso à Internet. Adicionalmente, a empresa recolhe informação sobre os veículos, permitindo, por exemplo, uma melhor gestão do tráfego ou de redes de transportes públicos.

Este ano, a Veniam anunciou um reforço de capital, com um investimento de série B de 20 milhões de euros. A empresa conta com investidores de renome, como a multinacional de infraestruturas de comunicação Cisco, a fabricante de veículos Yamaha e as operadoras Verizon e Orange. Com sede nos EUA, mas operações também em Portugal, a Veniam possui atualmente cerca de 40 trabalhadores, dos quais quase 30 são engenheiros.

Na Veniam, Susana Sargento, que tem mais de 15 anos de experiência na liderança técnica em vários projectos nacionais e internacionais, desenvolve trabalho junto de operadores de telecomunicações e fabricantes.

O prémio recebido pela empreendedora tem o valor de 100 mil euros, sendo que, segundo a mesma «A ideia é que seja aplicado na evolução de inovações em trabalhos na área da investigação». Na sua opinião, «A importância do prémio funciona muito lá para fora, é uma forma de colocar Portugal no mundo e recebi inúmeras mensagens a considerar fantástica esta distinção». «Mas é também uma mensagem cá para dentro, no sentido de que as pessoas tenham consciência das nossas capacidades. Às vezes há falta de confiança e não temos razões para isso, não devemos sentir-nos inferiores – já tive oportunidade de trabalhar no estrangeiro e não existem diferenças».

Para o comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, o português Carlos Moedas, «É sempre uma grande honra ver os projectos portugueses, como o da Susana Sargento, vencer concursos europeus ao mais alto nível. Este projecto simboliza também o enorme potencial que existe em Portugal na área da economia digital e novas tecnologias».

O 'Prémio Mulheres Empreendedoras da União Europeia 2016' é uma iniciativa da Comissão Europeia que tem como objetivo consciencializar o público para a necessidade de mais mulheres inovadoras e empreendedoras. Este ano, para além de Susana Sargento, foram também premiadas, com o segundo e terceiro lugar respetivamente, Sirpa Jalkanen, co-fundadora da empresa da área farmacêutica BioTie Therapies na Finlândia, e Sarah Bourke, co-fundadora da empresa irlandesa de software para aeroespacial Skytek.

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo