«Fazer da vontade realidade»

Está a decorrer a primeira edição do Concurso Nacional de Empreendedorismo. Lançado pela Caixa Geral de Depósitos e pela Universidade Nova de Lisboa, esta iniciativa pretende incentivar a inovação, revitalizar o tecido empresarial e estimular a cultura empreendedora em Portugal. O melhor plano de negócios, elaborado por jovens recém-licenciados, corre sérios riscos de se vir a tornar numa empresa apadrinhada pela Caixa Geral de Depósitos. Em Outubro será conhecido o vencedor.

POR ROGER MOR

© PortalExecutivo

Vítor Martins, presidente da CGD e Leopoldo Guimarães, reitor da UNL

Fazer da vontade realidade é o mote para o primeiro Concurso Nacional de Empreendedorismo (CNE). A organização está a cabo da Caixa Geral de Depósitos e da Universidade Nova de Lisboa e pretende incentivar a inovação, a revitalização do tecido empresarial português e estimular a cultura empreendedora entre estudantes. Apesar de o concurso ter sido lançado em Janeiro, a apresentação teve lugar na passada semana, 18 de Março, na sede da CGD em Lisboa. As empresas e as instituições têm a responsabilidade de promover o risco na sociedade portuguesa. "O empreendedorismo tem de ser um assunto central na nossa sociedade. Já passou o tempo em que as pessoas se formavam para ir à procura de um emprego seguro. Agora têm de ter a cultura e a mentalidade de irem à procura da iniciativa certa face aos conhecimentos que adquiriram na universidade", afirmou Vítor Martins, presidente da Caixa Geral de Depósitos, em entrevista ao Portalexecutivo à margem da apresentação.

 

"O que se pretende exemplificar é que quem reúne conhecimentos e saberes tem uma oportunidade de, por si próprio, lançar ideias e contar com o apoio de instituições, como por exemplo a Caixa Geral de Depósitos, para as poder financiar e realizar", acrescentou.

O concurso vai desenrolar-se em quatro fases. A primeira fase, que visa a apresentação das ideias, está já a decorrer e deverá terminar a 28 deste mês. Até essa data, os participantes, recém-licenciados, preferencialmente em tecnologia e gestão, que terminaram a sua licenciatura ou pós-graduação há três anos ou menos, deverão entregar um sumário executivo até três mil palavras onde apresentem a sua ideia inovadora.

Desta primeira fase serão escolhidas e premiadas, com mil euros cada, cinco ideias. Estes cinco finalistas serão divulgados a 18 de Abril. Aos concorrentes seleccionados para a segunda fase, a organização garante contactos de modo a garantir a implementação do modelo de negócio. A segunda fase é exactamente a de elaboração do plano de negócios que deverá ter um máximo de 40 páginas e deverá ser entregue até 9 de Junho. Os negócios mais promissores, até um máximo de cinco, serão então, numa terceira fase, a decorrer no mês de Julho, apresentados em formato elevator-pitch a investidores e empresários. Os cinco melhores planos de negócio receberão um servidor e um computador Fujitsu Siemens.

Em Outubro, e na quarta fase do concurso, será conhecida a equipa vencedora. Com um prémio de 25 mil euros sob a forma de capital social da nova empresa, a equipa vencedora vai poder "fazer da vontade realidade". "Com certeza que o vencedor vai implementar um negócio por conta própria. Ser vencedor significa que merece ter o apoio da comunidade empresarial e das instituições financeiras". Mesmo que não haja uma empresa que queira abraçar o projecto, "a CGD está disponível para o encarar positivamente", garantiu o presidente da CGD.

As equipas, sem número limite de elementos, ou os participantes individuais, deverão apresentar potenciais negócios que se situem na gama do capital semente e que não exijam investimentos superiores a 2,5 milhões de euros. Se alguma das equipas tiver já conseguido algum tipo de patrocínio deverá indicá-lo no acto da inscrição. Caso esta situação venha a acontecer no decorrer do concurso, deverão notificar de imediato a organização.
O concurso desafia os jovens a criarem o seu próprio emprego através do lançamento de projectos inovadores com forte componente tecnológica, ao mesmo tempo que os coloca em interacção com vários actores do tecido empresarial. A Universidade Nova de Lisboa associou-se a este projecto e o seu reitor, Leopoldo Guimarães, presente na sessão de apresentação, afirmou existir uma grande expectativa em torno deste concurso.

Leopoldo Guimarães afirmou que, actualmente, as universidades e instituições já não estão isentas de influência política e económica e que as universidades são responsáveis por acompanhar os seus diplomados. "As universidades são acusadas de lançar para o desemprego milhares de licenciados.", disse, questionando-se em seguida se há diplomados a mais ou empregos a menos. Segundo o reitor da UNL, e tendo em conta a comparação com outros países, Portugal tem empregos a menos. "As universidades enviam diplomados para um mundo que lhes exige que criem o seu próprio emprego", afirmou, justificando assim o envolvimento da universidade no CNE. A par disso, defendeu que o País precisa de bons empresários e empreendedores, o que exige uma boa base fornecida pelas universidades. Um papel que as universidades querem ter cada vez mais, de modo a participarem mais activamente na "ditadura da inovação". Em jeito de conclusão, o reitor da UNL afirmou ainda que "os cursos têm a responsabilidade de colocar a semente do empreendedorismo nos alunos".

Vítor Martins sublinhou que "este concurso contribui para a ancoragem do saber e da informação à economia", ou seja, "aproveitar o saber e transformá-lo em criação de riqueza". Para o responsável da CGD, "há talentos nas universidades que não devem ficar submetidos às vicissitudes do mercado de emprego". A aposta da CGD passa por este apoio aos projectos inovadores capazes de colocar o conhecimento ao serviço da economia.

Até ao momento, as manifestações de interesse em participar no primeiro CNE vai na ordem das centenas, e foram os alunos da Universidade da Beira Interior que mais vontade mostraram em aproveitar esta oportunidade para "fazer da vontade realidade".

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo