Publicado a 01 de junho de 2017

Kit de ensino de programação e eletrónica e agrupamento escolar pioneiro distinguidos no Prémio Engenharia

Pôr à prova o engenho dos estudantes portugueses do terceiro ciclo do ensino básico, promovendo o gosto pela engenharia, pelas ciências e pela experimentação,  foi o objetivo do Prémio 'Portugal, País de Excelência em Engenharia", organizado pela COTEC Portugal e que se saldou num ano prolífico em projetos.

Com a cerimónia de entrega dos Prémios, que decorreu a 31 de maio no Instituto Superior Técnico, partilharam-se boas práticas e premiaram-se os projetos e escolas mais pioneiros. Um kit educativo, um protótipo robótico de manipulação autónoma de objetos, um dispositivo de alerta para ciclistas e um robot guia demonstraram a qualidade dos projetos que têm sido desenvolvidos nas escolas portuguesas.

Na categoria de equipas de alunos e professores, o projeto vencedor, intitulado All Aboard, foi um kit para ensinar conceitos de programação básica e eletrónica a alunos do 1.º ciclo. Este projeto foi desenvolvido por uma equipa de 14 alunos e 5 professores do Agrupamento de Escolas Vale de Tamel, em Barcelos, e, mais do que um kit, é uma plataforma de ensino de programação, com tutoriais e vídeos em português e inglês, que foram desenvolvidos pelos próprios alunos. Na preparação deste projeto, foram envolvidas 10 disciplinares escolares diferentes, sendo realizadas parcerias com um agrupamento de escolas do 1.º ciclo, um instituto de ensino superior, a Câmara Municipal e 8 empresas.

Em segundo lugar, ficou o projeto "O mundo na ponta do dedo", do Agrupamento Escolas São Gonçalo, que desenvolveu um protótipo robótico que permite aos pacientes tetraplégicos ou com mobilidade reduzida nos membros superiores manipular autonomamente equipamentos informáticos (telemóveis, tablets, teclados de computadores ou comandos de televisão) que necessitem de movimentos manuais.

Agraciado com o terceiro lugar, o projeto iSeeU, do Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado, construiu um dispositivo que alerta com um sinal sonoro e luminoso perto do guiador os ciclistas e os peões sempre que um veículo motorizado se aproximar, em particular sempre que o mesmo se apresente fora do campo de visão do ciclista ou peão.

Ainda nesta secção, foi atribuída uma Menção Honrosa ao projeto "De visita ao museu? O Robot Ajuda!", dp Agrupamento de Escolas de Portela e Moscavide. Esta equipa desenvolveu um robot guia que mostra a pessoas com dificuldades locomotoras as obras de arte (de um determinado percurso num Museu, através de tablet do Museu ou do smartphone da pessoa).

Na categoria de escolas, saiu vencedor o Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado, de Vila Nova de Famalicão. Este agrupamento escolar mantém um projeto pedagógico permanente de forte cariz experimental e com oferta variada e criou inclusivamente, no ano lectivo de 2015/2016, e como resposta ao concurso ‘Portugal, País de Excelência em Engenharia’, o espaço Engenhari@EPBS. Nesse mesmo ano letivo, 2800 alunos participaram em atividades extracurriculares de índole experimental.

Na mesma categoria, e em segundo lugar, ficou a Escola Básica e Secundária Vale do Tamel, tendo o terceiro lugar sido atribuído ao Agrupamento de Escolas de São Gonçalo, de Torres Vedras.

Participaram na sessão Luís Santos Costa, do Instituto Superior Técnico, Jorge Portugal da COTEC, João Festas, da Siemens, José Vítor Pedroso, da Direção-Geral da Educação, Rosalia Vargas, da Ciência Viva, Eduardo Marçal Grilo, Presidente do Júri e João Costa, Secretário de Estado da Educação.

Ler a notícia sobre o evento completo de entrega de prémios

Consultar o programa da sessão


Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo