Publicado a 24 de novembro de 2016

PVU da TMG Automotive vence Prémio Produto Inovação COTEC-ANI

O PVU, material híbrido de Poliuretano e Policloreto de vinilo aplicado sobre um suporte têxtil, desenvolvido pela TMG Automotive foi distinguido com o Prémio Produto Inovação COTEC-ANI durante o 13.º Encontro Nacional de Inovação COTEC. O júri decidiu ainda atribuir uma menção honrosa ao Mulch Biodegradável Agrobiofilm desenvolvido pela SILVEX.



Instituído em 2008, o Prémio Produto Inovação tem como objetivo premiar e divulgar produtos inovadores que resultem de uma atividade consistente e continuada de inovação empresarial levada a cabo em Portugal.

Ao promoverem este prémio, a COTEC e a ANI cumprem o objetivo de ressaltar a importância da inovação baseada em conhecimento e a sua valorização através de processos de I&D e inovação empresariais, dando a conhecer exemplos de bens e serviços inovadores de excelência, referências positivas para o restante tecido empresarial.


Conheça os produtos distinguidos em 2016:

PVU
Empresa: TMG Automotive
Material híbrido de Poliuretano e Policloreto de vinilo, aplicado sobre um suporte têxtil, com elevada resistência à fissuração. Enquadra-se na categoria de tecido plastificado para utilização em interiores automóveis (ex. aplicação em zonas do estofo definidas por cada construtor automóvel). A principal vantagem deste material em relação aos existentes é a elevada resistência à migração do plastificante e excelente comportamento a baixas temperaturas. Estas propriedades permitem uma resistência à flexão em diferentes ambientes acima da média do mercado conferindo durabilidade na utilização, fator crítico para a imagem das marcas automóveis. O PVU apresenta ainda emissões e toxicidade reduzidas, sendo adequado para aplicações onde o contacto com o utilizador é frequente.

Mulch Biodegradável Agrobiofilm
Empresa: SILVEX
Polímero biodegradável para cobertura do solo (mulch), que permite a substituição do plástico de origem fóssil, proporcionando a obtenção de produtos agrícolas com rendimento e qualidade igual ou superior à obtida com mulch de polietileno (PE). No final do ciclo da cultura, incorpora-se no solo, sendo completamente decomposto por ação de micro-organismos, resolvendo, assim, quer o problema da contaminação dos solos agrícolas com plástico PE quer a acumulação dos mesmos em aterros e lixeiras. Produzido a partir de fontes renováveis, contribui para a sustentabilidade das práticas agrícolas.

 

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo