Publicado em 22 de Junho 2010

Seminário “Boas Práticas de Gestão de Inovação”

A COTEC Portugal realizou a 21 de Junho, no Centro Cultural de Belém, o Seminário “Boas Práticas de Gestão de Inovação”, onde foi apresentado o Guia de Boas Práticas que compila casos certificados segundo a Norma Portuguesa 4457:2007.

© COTEC Portugal

 

No Seminário que antecedeu a reunião do Conselho Consultivo da COTEC com o mesmo tema e que contou com cerca de 280 participantes discutiram-se boas práticas de gestão de inovação presentes na compilação feita pela COTEC e publicada no Guia de Boas Práticas de Gestão de Inovação.

João Bento, Coordenador da Fase 2 da iniciativa da COTEC sobre o Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial (DSIE), deixou claro que a inovação é "a via incontornável para o reforço do crescimento das empresas, tão incontornável como outras alavancas do crescimento”. Na sua opinião, só gerindo o esforço de inovação através de um trabalho sistemático é que se consegue um resultado profícuo. A iniciativa DSIE visa, precisamente, propor uma abordagem sistemática para transformar as actividades de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) em valor, vantagens competitivas para as empresas.

O Guia de Boas Práticas de Gestão de Inovação, resultado da Acção de Apoio da fase 2 da iniciativa DSIE 'Produção Bibliográfica', apresenta exemplos de boas práticas distintivas de cada uma das 24 empresas pioneiras na certificação segundo a Norma Portuguesa (NP) 4457:2007. Com esta publicação, a COTEC pretende disponibilizar às empresas uma ferramenta que contribua para a gestão sistemática da inovação, sendo também esta uma das formas de criar valor e contribuir para um desenvolvimento sustentável de Portugal.

John Vassalo, Microsoft Vice President EU Affairs, afirmou que Portugal pode ser um país atractivo para a implantação de start-ups. Para tal, deixou o desafio de o nosso País se tornar num dos primeiros a adoptar a tecnologia cloud computing, usando uma rede global externa às organizações onde se gere a sua informação. Na sua opinião, a adopção desta tecnologia tornaria os serviços, inclusive os públicos, muito mais eficientes e permitiria a criação de mais de 400.000 empresas em Portugal sem se correrem grandes riscos, uma vez que caso as start-ups não fossem viáveis poderiam “fechar” sem se perderem investimentos avultados. Resumiu, defendendo a aplicação da cloud computing nomeando a redução de custos como uma das suas principais vantagens.

Por fim, o keynote speaker apresentou uma série de iniciativas da Microsoft que contribuem para o desenvolvimento da inovação em Portugal tais como a Parceria com o CITEVE num Programa para a empregabilidade e a European Union Grants Advisor de ajuda ao desenvolvimento das PME e economias locais.

Durante o Seminário foram dadas a conhecer as experiências de algumas empresas no Painel de Boas Práticas.

  • João Bento, Coordenador da Fase 2 do DSIE
  • John Vassalo, Microsoft Vice President EU Affairs
  • Isabel Morgado, Administradora do Grupo Bial
  • Jorge Sales Gomes, Presidente da Comissão Executiva da Brisa Inovação
  • Cristina Mira Godinho, Directora de Inovação, Qualidade e Sustentabilidade da EFACEC
  • Artur Arsénio, Responsável pela Inovação no Centro de Desenvolvimento de software da Nokia Siemens Networks
  • Hugo Ravara, Gestor de Marketing da Exatronic
  • Elizabete Pinho, Directora de IDI na TMG Automotive


Conheça o programa deste Seminário

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo