Publicado a 04 de Outubro de 2013

Sessão ‘Oportunidades no Programa-Quadro para a Investigação e Inovação, HORIZONTE 2020’

No passado dia 1 de Outubro teve lugar na PBS - Porto Business School, a sessão de esclarecimento ‘Oportunidades no Programa-Quadro para a Investigação e Inovação, HORIZONTE 2020’, organizada pela COTEC Portugal e pelo GPPQ da FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

© COTEC Portugal

 

A sessão organizada em parceria entre a COTEC e o GPPQ - Gabinete de Promoção do Programa-Quadro de I&DT da CE pretendeu dar a conhecer os instrumentos financeiros disponibilizados no Horizonte 2020 (H2020), o Programa-Quadro de apoio à investigação e à inovação, que vigorará entre 2014 e 2020.

Com um financiamento de cerca de 80 mil milhões de euros – ainda por aprovar no final de Outubro –, o programa H2020 concentrará pela primeira vez todo o investimento comunitário para as áreas da ciência e da inovação até ao final da década, constituindo-se como um dos instrumentos para promover o crescimento e o emprego na Europa.

Na sua abordagem estratégica e integrada à investigação e à inovação, com o objectivo de criar as condições-chave para tornar a europa mais atractiva nestas áreas, o Horizonte 2020 configura-se, assim, como o principal instrumento de financiamento para a implementação da ‘União da Inovação’, integrando os programas existentes no passado – CIP - Competitiveness and Innovation Framework Programme; FP - Programa-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico; IET - European Institute of Innovation and Technology; e outros fundos sectoriais –, pretendendo abranger toda a cadeia de valor, aproximando o conhecimento e a investigação do mercado.

Organizado em 3 pilares, o H2020 é o resultado da tentativa de desenhar um programa com uma estrutura mais simples, e com regras de financiamento também mais simples para empresas, universidades e institutos, dentro e fora da Europa:

  • Pilar 1 - Excelência científica: apoiará a posição da UE como líder mundial no domínio da ciência, com um orçamento específico de 24,44 mil milhões de euros, incluindo um aumento de financiamento para o Conselho Europeu de Investigação (ERC).
  • Pilar 2 - Liderança industrial: assegurará a liderança industrial em matéria de inovação, com um orçamento de 17,02 mil milhões de euros. Inclui um importante investimento em tecnologias-chave, bem como um melhor acesso ao capital e apoio às PME.
  • Pilar 3 - Desafios societais: reflecte as prioridades da Estratégia UE 2020 e disponibiliza 29,68 mil milhões de euros, destinados às principais preocupações partilhadas por todos os europeus.

Oportunidades para as PME no H2020
Na estruturação do Programa, a CE teve em conta as necessidades das PME, reduzindo a burocracia e o time-to-grant, simplificando os critérios de avaliação e as regras de financiamento, tornando, assim, o programa mais atractivo principalmente para actores-chave da inovação, como as PME gazela.

As PME serão apoiadas pelo Programa H2020 ao longo de toda a cadeia de valor e em todos os pilares, sendo que 20% do orçamento considerado para os pilares II e III lhes está destinado. Incluído no H2020, a CE criou inclusive um instrumento dedicado às PME, o SMEs Instrument, com os objectivos de:

  • preencher lacunas no financiamento early-stage, na investigação e inovação de alto risco, bem como estimular inovações radicais nas PME.
  • atingir todos os tipos de PME inovadoras que mostrem forte ambição para se desenvolverem, crescerem e se internacionalizarem.
  • apoiar todos os tipos de inovação, incluindo inovações não tecnológicas ou sociais das PME.

O SMEs Instrument está dividido/abrange 3 fases de evolução dos projectos, e as PME podem entrar directamente em qualquer fase ou percorrer as fases sequencialmente.

A sessão da manhã em que estiveram presentes cerca de 150 participantes, que puderam lançar as suas dúvidas directamente aos oradores, contou com as intervenções de Alexandre Marques e Marta Candeias do GPPQ, Maria de Lurdes Pinho do BPI, Rui Monteiro da CCDR-Norte, e Daniel Bessa da COTEC Portugal.

Na parte da tarde, seguiram-se sessões paralelas de várias áreas para apresentação e discussão das oportunidades em cada uma delas, tais como as TIC, os Transportes, e o Espaço.

Consulte a agenda da sessão.

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo