Publicado em 23 de Dezembro de 2013

Sonae cria capital de risco Sonae E.Ventures

A Sonae, Associado da COTEC Portugal, criou a capital de risco Sonae E.Ventures, que se dedicará ao investimento em empresas de comércio electrónico na área do retalho.

Investir até 500 mil por euros por projecto em empresas de ‘e.commerce’ já presentes no mercado, mas ainda em fase inicial de crescimento, com produtos ou modelos de negócio inovadores e vocação global, é o objectivo da Sonae E.Ventures.

Dentro do comércio electrónico na área do retalho, a Sonae E.Ventures está disponível para apoiar projectos de diferentes sectores, como alimentação, artigos de casa, artigos desportivos, bricolagem, computadores e electrónica de consumo, decoração, moda, acessórios e calçado, saúde e beleza, entre outros.

Adicionalmente, a Sonae E.Ventures admite também o investimento em empresas que actuem em áreas complementares ao comércio electrónico, como o marketing digital, conteúdos e redes sociais.

Para além do investimento, que irá rondar os 500 mil euros por empresa, a Sonae E.Ventures pretende apoiar os projectos através do seu "know-how" e rede de contactos. Esta capital de risco visa estabelecer-se como um parceiro de negócio, e não como um simples accionista, e nesse sentido a empresa não estabelece um prazo de investimento definido à partida, sendo o mesmo, tal como o montante de financiamento, dependente das especificidades dos projectos. A participação da Sonae E.Ventures nas empresas será minoritária, pois pretende que o empreendedor lidere a empresa e mantenha a maioria do capital do seu negócio. Nesse sentido, a capital de risco está disponível para co-investir com outros potenciais investidores, encaminhados por si ou pelos promotores das empresas.

As candidaturas ao processo de investimento da Sonae E.Ventures estão disponíveis online através do site da capital de risco. Os principais critérios de avaliação são a fase de desenvolvimento da empresa, o perfil internacional, o modelo de negócios, o sector de actuação, a equipa de gestão e o retorno potencial. O processo de selecção decorre em sete passos, sendo estimado um período de cerca de seis meses desde a candidatura até à validação do projecto submetido.
Com uma equipa de quatro pessoas, a recém-criada Sonae E.Ventures tem como meta investir em cinco empresas em 2014, sendo que a qualidade dos projectos recebidos ditará o cumprimento do objectivo.

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo