DSIE

A iniciativa sobre o Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial (DSIE), desenvolvida entre 2006 e 2011, teve como objetivo central o de estimular e apoiar as empresas nacionais, em particular os Associados da COTEC, no desenvolvimento da inovação de uma forma sistemática e sustentada, com vista ao reforço das suas vantagens competitivas numa economia cada vez mais globalizada e assente no conhecimento.

Sob a coordenação de João Picoito (NSN), a fase inicial da DSIE, que decorreu entre 2006 e 2008, resultou em quatro projetos que levaram à disponibilização de um conjunto de produtos e serviços ligados à inovação empresarial: o Modelo de Interações em Cadeia, as primeiras Normas Portuguesas de Gestão da IDI, a versão 1.0 do sistema de Innovation Scoring® em versão bilingue e respetivo Manual de Apoio ao Preenchimento do Innovation Scoring, o Manual de Classificação das Atividades de IDI.

Sob coordenação de João Bento (BRISA), entre 2008 e 2011, a aposta da DSIE dirigiu-se ao reforço das capacidades de gestão de IDI de um número cada vez maior de empresas que operam em Portugal, visando, por isso, generalizar a utilização de um conjunto de ferramentas desenvolvidas na fase inicial da Iniciativa. Foram desenvolvimentos nesta fase, a plataforma Barómetro de Inovação e o Guia de Boas Práticas de Gestão de Inovação.

Entre 2008 e 2011, o conjunto de ações desenvolvidas mobilizou cerca de 3647 participações em workshops e 921 em atividades de formação nos temas da gestão da inovação. Entre outros, realizaram-se 8 edições do Programa Executivo para a Gestão da Inovação, programa destinado a desenvolver nos participantes um conjunto de competências interdisciplinares e atitudes bem como proporcionar-lhes a análise de casos práticos, tendo em vista o desenvolvimento, de forma sistemática, da gestão das atividades de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI).

No mesmo período de tempo, o número de empresas com sistemas de gestão de inovação certificados de acordo com a NP 4457:2007, passou de 15 para 102, continuando a aumentar até 2016 (170).

No âmbito da iniciativa DSIE foi introduzida também, nesta segunda fase, a atividade de monitorização dos processos de internacionalização das normas de certificação no âmbito da Investigação, Desenvolvimento e Inovação. (ID&I) através da criação, em 2006, da Comissão Técnica (CT) 169 - "Atividades de Investigação, Desenvolvimento e Inovação", com a missão de desenvolver normas nacionais e assegurar a participação no desenvolvimento de normas internacionais na sua área de conhecimento e competência, proporcionando o debate entre as partes interessadas e apresentando a posição de Portugal nas áreas incluídas no seu âmbito.

 

Breve descrição dos principais deliverables da iniciativa DSIE

Modelo de Interações em Cadeia: Modelo de inovação para a economia do conhecimento que aborda a inovação na perspetiva das complexas relações e interações existentes entre os diferentes intervenientes no processo, isto é, adota uma abordagem sistémica. Além disso, atribui um papel central às empresas enquanto atores decisivos do processo de inovação tecnológica, organizacional e comercial. O modelo proposto é acompanhado da descrição das suas componentes e da sua aplicação à atividade inovadora na transição para a economia do conhecimento.


Normas Portuguesas de Gestão da IDI: Adaptação de normas estrangeiras ou internacionais de certificação da IDI, tendo particularmente em conta a experiência espanhola bem como a necessidade de contemplar o conceito de inovação adotado pela edição de Novembro de 20025 do Manual de Oslo (OCDE).



Sistema de Innovation Scoring® (a versão 1.0) e Manual de Apoio ao Preenchimento do Innovation Scoring: Sistema disponível desde maio de 2008 que pretende contribuir para a reflexão estratégica das empresas, ou outras organizações, sobre os seus processos de inovação, possibilitando não só um conhecimento mais aprofundado das diferentes dimensões que sustentam tais processos, mas também a identificação de áreas de potencial melhoria.

Manual de Classificação das Atividades de IDI: Documento que identifica das atividades de I&D e as respetivas despesas elegíveis contempladas pelo SIFIDE e sua comparação com as que decorram de regulamentações em vigor noutros países, quer para fins de incentivos fiscais quer de apoios à I&D.



Barómetro de Inovação: Plataforma lançada em 2010 que visava disponibilizar informações sobre a inovação em Portugal através da divulgação de indicadores e estatísticas de IDI, da apresentação de informação sobre práticas de gestão de inovação e da criação de um painel de “líderes” que, com regularidade, emitam as suas opiniões sobre questões de inovação.


Guia de Boas Práticas de Gestão de Inovação: Lançado em junho de 2010, o Guia de Boas Práticas de Gestão de Inovação utiliza o conhecimento e experiência de 24 empresas para apresentar exemplos de boas práticas distintivas de cada uma delas e descrever igualmente, em termos gerais, os seus sistemas, bem como as mais-valias e dificuldades que sentiram durante o processo de implementação de um Sistema de Gestão de IDI.

 

Também no contexto do fomento da inovação empresarial, entre 2009 e 2010 a COTEC promoveu o projeto “Mobilização para o desenvolvimento sustentado da inovação empresarial" (MDSIE). Este projeto teve como objetivo estimular e apoiar as empresas na adoção ou utilização de quatro instrumentos que funcionam como motores de inovação: Sistema de Innovation Scoring, Sistema de Gestão das Actividades de IDI, Certificação dos Sistemas de Gestão das Actividades de IDI e Barómetro de IDI. Com um montante de investimento superior a 778 mil euros, o projecto MDSIE foi financiado pelo QREN, no âmbito do Programa Operacional Factores de Competitividade, no montante de 399 mil euros.

Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo