A fundação da Adelino Duarte da Mota remonta a 1950, ano em que o Sr. Adelino Duarte da Mota, em nome individual e no seguimento de uma enraizada tradição familiar, desenvolve a exploração de argilas a nível regional.

Adelino Duarte da Mota, SA

Um percurso de liderança

Inicialmente baseada em mão-de-obra intensiva, a extracção de argilas – em minas localizadas na região centro do país, maioritariamente na zona geológica do Barracão – Pombal – foi evoluindo tecnologicamente. Nos anos 60 a empresa tornava-se pioneira em Portugal na extracção de argilas através de meios mecânicos, facto que a catapultou, já então, para a liderança do mercado de matérias-primas para a indústria cerâmica, em Portugal.

Em 1975, é constituída oficialmente a Sociedade por Quotas Adelino Duarte da Mota, L.da, adoptando o nome do seu fundador. Em 1996, face às novas realidades sócio - económicas, a empresa é transformada em Sociedade Anónima,  nascendo, a Adelino Duarte da Mota, SA.

Em 1998 foi construída a primeira central de preparação de pastas atomizadas em Portugal, destinadas ao fabrico de revestimentos cerâmicos em bicozedura e em monocozedura. Em 2001 arranca a segunda fase da Unidade de Atomização, permitindo a duplicação da capacidade de produção de pastas atomizadas e a oferta de pasta atomizada também para o fabrico de pavimentos em grés.

Ainda em 2001, a Adelino Duarte da Mota, SA, atenta aos desafios cada vez mais exigentes do mercado e visando objectivamente a obtenção de níveis de desempenho mais elevados e homogéneos, viu reconhecido o seu Sistema de Gestão da Qualidade, de acordo com a norma NP EN ISO 9001 (1995), implementado no fabrico e comercialização de pastas cerâmicas atomizadas. Em 2003 é iniciada a terceira fase da Unidade de Atomização, possibilitando a preparação de pastas também para o fabrico de pavimentos e revestimentos em grés porcelânico. Em 2003 o Sistema de Gestão da Qualidade evolui para a norma NP EN ISO 9001 (2001) e a empresa vê também certificados, em 2005, os Sistemas de Gestão Ambiental e de Higiene e Segurança de acordo com as normas NP EN ISO 14001 e NP EN ISO 18001, respectivamente.

Em 2007 é concluída a 3.ª fase da Unidade de Atomização com a instalação do 6.º moinho contínuo e do 4.º Atomizador, o que permitiu alcançar uma capacidade instalada de cerca de 480.000 toneladas / ano de pastas atomizadas.

A Adelino Duarte da Mota, SA tem sempre procurado crescer investindo no momento certo. Atenta à necessidade crescente de racionalização dos custos energéticos, fortemente associados ao processo de atomização, foram instaladas em 2001 e 2002 duas turbinas de cogeração de 3,7 MW cada, que garantem a auto-suficiência em energia eléctrica e permitem a venda do excedente à rede pública. Em 2009 será instalada a 3.ª turbina de cogeração a gás natural, que fixará a potência instalada em 12,1 MW.

Actualmente a Adelino Duarte da Mota, SA conta com cerca de 100 colaboradores, tendo facturado em 2007 cerca de 35M€.

Ficha Técnica

  • Adelino Duarte da Mota, SA
  • Presidente e Fundador . Adelino Duarte da Mota
    Tel . +351 236 949 060
    Fax . +351 236 942 954
    Email . adm@adm.pt
  • Morada . Apartado 8 3100-842 Meirinhas (Pombal)
Subscreva a nossa newsletter
Preencha corretamente os campos
Pesquisa
Escreva o que pretende procurar
Resultados da pesquisa
Sugerir a um amigo